Lesão por pressão relacionada à dispositivos médicos: Revisão integrativa

Pression ulcer related to medical devices: Integrative review

Palavras-chave: Lesão por pressão, Equipamentos e provisões, Estomaterapia, Enfermagem

Resumo

Resumo: Objetivos: Identificar e analisar o grau de evidência dos estudos publicados sobre cuidados de Enfermagem para prevenção, diagnóstico e tratamento de lesões por pressão relacionadas a dispositivos médicos. Método: Revisão integrativa nas bases Base de Dados de Enfermagem, Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Cumulative Index to Nursingand Allied, Medical Literature Analysisand Retrieval System Online, Web of Science, as bibliotecas Cochrane e Scientific Electronic Library Online  e Elsevier, período entre 2014 e 2018. Os dados dos artigos e resultados foram apresentados em quadro e o corpus de análise foi configurado em três categorias de acordo com a análise temática de conteúdo sendo: Fatores de risco com foco na prevenção de lesão por pressão relacionada a dispositivos médicos; Recursos para avaliação diagnóstica de Enfermagem relacionada à lesão por pressão relacionada a dispositivo médico; Cuidados de Enfermagem para o tratamento de lesão por pressão relacionada a dispositivo médico. Resultados: foram identificadas 1163 produções e selecionados 12 artigos onde apenas dois foram classificados com nível de evidência forte, e cinco com nível de evidência fraca. Conclusões: Se faz necessário pesquisas voltadas para prevenção, diagnósticos de enfermagem e tratamento, ações de educação continuada direcionadas instrumentalizar os enfermeiros de modo a minimizar a ocorrência de lesão por pressão relacionada a dispositivo médico. 

Biografia do Autor

Juliana Balbinot Reis Girondi, Dra, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Enfermeira. Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999). Especialista em Enfermagem Oncológica pela Sociedade Brasileira de Enfermagem Oncológica (2005). Especialista em Administração Hospitalar pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007). Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004). Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (2011). Especialista em Ativação de Processos de Mudança na Formação Superior de Profissionais de Saúde (FIOCRUZ 2016). Especialista em Estomaterapia - Estomias, feridas e incontinência do Hospital Albert Einstein, credenciado pelo WCET (World C​ouncil of Enterostomal Therapists)/ SOBEST (Associação Brasileira de Estomaterapia).

Daniela Soldera, M.a, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Enfermeira graduada em Enfermagem pela Universidade de Cruz Alta (2003). Doutoranda Profissional em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Especialização em Enfermagem Oncológica pela Universidade Estácio ( 2016 ). Mestre Profissional em Gestão do Cuidado em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (2019) 

Aline de Oliveira Ramalho, Universidade de São Paulo- USP

Enfermeira Estomaterapeuta no Hospital Sírio Libanês - São Paulo. Menstranda em Enfermagem na Saúde do Adulto - escola de enfermagem da USP.

Lúcia Nazareth Amante, Dra, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Enfermeira, graduada pela Universidade Federal de Santa Catariana (Florianópolis/SC) em 1981, onde fez o curso de mestrado (2000) e doutorado (2005). Foi Enfermeira do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago de 1982 à 2007, foi professora da Universidade do Sul de Santa Catarina de 1997 à 2007. Atualmente é Professor Associado, atuando no curso de graduação em Enfermagem na área de Enfermagem Perioperatória e no Programa de Pós-graduação Gestão do Cuidado em Enfermagem. Atualmente é Subcoordenadora do Programa de Pós-graduação Gestão do Cuidado em Enfermagem.

Bianka Corrêa Inácio, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Graduanda do Curso de Enfermagem na Universidade Federal de Santa Catarina. Atuou como bolsista de extensão no projeto Ações Educativas no Sistema Único de Saúde: Gerontotecnologias Voltadas a Promoção da Saúde de Idosos com Doenças Crônicas PROEX/UFSC. Atualmente, é bolsista de Iniciação Científica no projeto Estratificação de Risco e Intervenções de Enfermagem no Diagnóstico, Prevenção e Tratamento de Skin Tears e Úlceras por Pressão em Idosos - CNPq. 

Bettina Heidenreich Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda de Enfermagem na Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.

Publicado
2020-08-31
Como Citar
1.
Girondi J, Soldera D, Ramalho A, Amante L, Inácio B, Silva B. Lesão por pressão relacionada à dispositivos médicos: Revisão integrativa. REAID [Internet]. 31ago.2020 [citado 4dez.2020];93(31):e-20030. Available from: http://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/695
Seção
REVISÃO