Comunicação efetiva para segurança do paciente e o uso de tecnologias da informação em saúde

Palavras-chave: Segurança do paciente, Tecnologia da Informação, Aplicativos Móveis, Qualidade da Assistência à Saúde

Resumo

Objetivo: Identificar evidências disponíveis na literatura científica acerca do uso de tecnologia da informação em saúde direcionada à comunicação efetiva para segurança do paciente. Método: Revisão integrativa da literatura nas bases de dados MEDLINE, LILACS e ScienceDirect. Foram incluídos 14 artigos originais e indexados em periódicos internacionais, nos idiomas português, inglês, espanhol e alemão, com recorte temporal de 2013 a 2018. Resultados: Os estudos abordam o desenvolvimento de tecnologias em saúde, como prontuários e formulários eletrônicos, bem como aplicativos para troca de mensagens. Estas permitem uma rápida comunicação interprofissional e otimizam o tempo de acesso e compartilhamento de informações. A agilidade e clareza nas informações determina ações mais seguras para o paciente. No entanto, é recomendado que essas tecnologias sejam associadas à interlocução verbal, a fim de propiciar relações humanizadas dentro das práticas assistenciais. Conclusão: O emprego das tecnologias de comunicação produz resultados de excelência na eficácia da segurança do paciente, em ambiente intra e extra-hospitalar, como em domicílio. Isto é evidenciado pela melhora no tempo-resposta de recebimento das informações ao utilizar a tecnologia disposta em smarthphones, tablets, notebooks e computadores, além de reduzir o uso de papel, mantendo dados padronizados, prevenindo perda de informações e otimizando o tempo. Dessa forma, conferindo melhor efetivação da comunicação inteprofissional e benefícios na saúde e segurança do paciente, de forma presencial ou remota.

Biografia do Autor

Gabriela Araújo Rocha, Universidade Federal do Piauí

Graduanda em Bacharelado em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí, campus Senador Helvídio Nunes de Barros - UFPI/CSNHB em Picos-PI. Integrante do Grupo de Pesquisa em Saúde Coletiva (GPeSC), linha de pesquisa em Saúde do Adulto e Idoso e Tecnologias Educativas em Saúde, atuando nas atividades de pesquisa e extensão. Bolsista de agência de fomento pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI). Atuou como monitora da disciplina de Bioética, Deontologia e Legislação em enfermagem no período de 2019.2, foi bolsista de Iniciação Científica Voluntária (2018-2019).

Renata Kelly dos Santos e Silva, Universidade Federal do Piauí

Graduanda em Bacharelado em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí, Campus Senador Helvídio Nunes de Barros /Picos - PI. Integrante da Liga Acadêmica de Oncologia e Histologia. Integrante do Grupo de Pesquisa em Saúde Coletiva (GPeSC) na linha de pesquisa Saúde Sexual e Reprodutiva. Atuou como Bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Extensão - PIBEX/ UFPI, pelo projeto Liga Acadêmica de Oncologia; Bolsista de Iniciação Científica Voluntária UFPI/ICV; membro do Conselho de Campus como representante discente e no Programa de Monitoria em Enfermagem nas disciplinas Fisiologia para Enfermagem e Enfermagem na Atenção Primária em Saúde. Áreas de interesse em pesquisa: Enfermagem em Oncologia, Tecnologias em Saúde, Saúde Sexual e Reprodutiva, Segurança do Paciente. 

Francisco João de Carvalho Neto, Universidade Federal do Piauí

Graduado em Ciências Biológicas pela Faculdade Evangélica Cristo Rei (2017). Acadêmico do curso de Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí - UFPI. Pós-graduando em Saúde Pública e Docência do Ensino Superior. Integrante do Grupo de Pesquisa em Saúde Coletiva (GPeSC) - Linha: Doenças e agravos crônicos. Integrante do projeto de extensão Integração de Tecnologias Educativas, Informação e Comunicação para Promoção da Saúde. Já atuou como monitor da disciplina de Enfermagem na Atenção primária à saúde. Bolsista PIBIC.

Juliana Holanda Fontes, Universidade Federal do Piauí

Acadêmica do curso de Bacharelado em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí - UFPI/CSHNB. Integrante do Grupo de Estudos em Tecnologias do Cuidar (GETEC) - UFPI/CSHNB. Integrante do Grupo de Pesquisa em Saúde Coletiva (GPeSC) atuando na linha de Saúde do Adulto e Idoso e Tecnologias Educativas em Saúde. 

João Matheus Ferreira do Nascimento, Universidade Federal do Piauí

Acadêmico de Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí - UFPI/CSHNB, Picos PI; Representante discente do Colegiado de Enfermagem UFPI/CSHNB; Diretor de Enfermagem no Projeto Assistencial do Sertão Amigos da Comunidade; Membro do PET-Saúde Interprofissionalidade MS/UFPI/SMS, na linha de Saúde Mental; Membro voluntário do Grupo de Pesquisas em Saúde Coletiva (GPeSC), na linha de Saúde Mental; Membro do Grupo de Extensão Acadêmica: Educação é Arte, Saúde é Sono; Ex-Representante discente do Conselho de Campus UFPI/CSHNB; Ex-membro do Grupo de Estudos de Tecnologias do Cuidar (GETEC); Técnico em Administração pelo Instituto Federal do Piauí - IFPI/Picos; Experiência Profissional como Jovem Aprendiz na Empresa Pincol Premoldados, como auxiliar de escritório; Interesse em: Enfermagem, Saúde e Gestão.

Sarah Nilkece Mesquita Araújo Nogueira Bastos

Doutora e Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-graduação em Enfermagem da UFPI. Especialista em Qualidade e Segurança no Cuidado ao Paciente pelo Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa e em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Piauiense. Graduada em Enfermagem pela UFPI. Tecnóloga em Radiologia Médica pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). Atuou como Professora Adjunta I da Universidade Federal do Piauí (UFPI), cargo efetivo, Campus Senador Helvidio Nunes de Barros (CSHNB), sendo membro do Colegiado Curso de Enfermagem da UFPI (CSHNB) e membro do Comite de Ética em Pesquisa (CEP) do CSHNB -UFPI. Coordenou o Grupo de Estudos de Tecnologias do Cuidar - GETEC-UFPI. Coordenou o Núcleo de Segurança do Paciente do Hospital de Urgência de Teresina -HUT e fundou o Grupo de Prevenção e Tratamento de Lesões de Pele (GPTL) do mesmo serviço. Areas de atuação e pesquisa: Estomaterapia; Tecnologia de Informação; Segurança do Paciente.

Publicado
2020-08-31
Como Citar
ROCHA, G.; SILVA, R.; NETO, F.; FONTES, J.; NASCIMENTO, J. M.; BASTOS, S. N. Comunicação efetiva para segurança do paciente e o uso de tecnologias da informação em saúde. Revista Enfermagem Atual In Derme, v. 93, n. 31, p. e-020033, 31 ago. 2020.
Seção
REVISÃO