Tecnologias não farmacológicas e tempo de trabalho de parto e parto: revisão sistemática sem metanálise

Palavras-chave: Trabalho de parto, Parto normal, Enfermagem obstétrica, Terapias complementares, Prática clínica baseada em evidências

Resumo

Objetivo: identificar, na literatura, associações entre o uso de tecnologias não farmacológicas e o tempo de trabalho de parto e parto. Métodos: revisão sistemática sem metanálise, incluindo somente ensaios clínicos randomizados. Fator de exposição: terapias não farmacológicas de alívio da dor. Desfecho: tempo de trabalho de parto e parto. Resultados: nove artigos foram identificados. Três não apresentaram eficácia relacionada ao tempo de trabalho de parto e parto, contudo, um obteve para os dois períodos do trabalho de parto e parto, dois para a duração total do trabalho de parto e parto, um para o período expulsivo de forma isolada e duração total do trabalho de parto e parto e dois somente para o período expulsivo. Conclusão: as tecnologias não farmacológicas de alívio da dor, aplicadas de forma isolada ou combinada, apresentam potencial efetivo no alívio da dor de parturientes e redução significativa do tempo de trabalho de parto e parto.

Publicado
2021-01-18
Como Citar
1.
Sousa K, Sena A, Cunha K. Tecnologias não farmacológicas e tempo de trabalho de parto e parto: revisão sistemática sem metanálise. REAID [Internet]. 18jan.2021 [citado 28fev.2021];95(33):e-21012. Available from: http://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/770
Seção
ARTIGO DE REVISÃO