A Philosophical Feminist approach to breast Cancer

  • Amina Regina Silva Queens' University
  • Jaime Caravaca-Morera
  • Vanessa Silva e Silva
Palavras-chave: Filosofia, Feminismo, Neoplasias da Mama, Enfermagem, Gênero e Saúde

Resumo

O câncer de mama é um importante problema de saúde pública e pode impactar a vida de indivíduos em diferentes dimensões. Embora as mulheres sejam as mais afetadas por esta doença, existem outros grupos minoritários, como homens e pessoas trans, que também são afetados e frequentemente ignorados nas abordagens de saúde. As pessoas afetadas pelo câncer de mama podem enfrentar opressões sociais que as colocam em uma situação vulnerável, onde precisam lidar com o sofrimento envolvido em ter uma doença grave e as expectativas da sociedade em relação ao corpo. Esta situação pode influenciar negativamente o senso de identidade e as visões do corpo. Com isso, torna-se necessário desmontar as construções monolíticas desse coletivo, uma vez que esses grupos carregam não apenas sua identidade de gênero, mas também as identidades forjadas por experiências sociais e culturais. Assim, este artigo é uma reflexão filosófica que busca examinar criticamente as compreensões conceituais do corpo para as pessoas afetadas pelo câncer de mama, para compreender a influência das interações sociais neste processo com base na filosofia feminista e explorar como enfermeiros e profissionais de saúde podem ajudar no enfrentamento esse assunto. O pensamento feminista se tornou um componente crucial tanto da filosofia quanto da teoria política e sanitária, e está promovendo uma verdadeira "refundação" das dimensões política, filosófica e teórica. Portanto, é importante que os profissionais de saúde utilizem uma abordagem filosófica feminista do câncer de mama para ajudar a empoderar esses indivíduos e desmontar as construções desse coletivo.

Publicado
2021-01-16
Como Citar
1.
Silva A, Caravaca-Morera J, Silva e Silva V. A Philosophical Feminist approach to breast Cancer. REAID [Internet]. 16jan.2021 [citado 28fev.2021];95(33):e-21003. Available from: http://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/944
Seção
ARTIGO DE REFLEXÃO