Representação Social da Qualidade de Vida Após o Estoma Intestinal pelo Paciente com Neoplasia Colorretal

Renata Queiroz Batista1 Raquel de Souza Ramos 2 Margarida Maria Rocha Bernardes 3 Cibele Aquino Barbosa 4 Juliana Maximo da Costa 5

Resumo

Objetiva-se analisar a representação social da qualidade de vida após a confecção de um estoma intestinal pelos pacientes oncológicos, além de identificar a estrutura das representações sociais da qualidade de vida após a confecção de um estoma intestinal pelos pacientes oncológicos e discutir as possíveis repercussões dessas representações no planejamento da assistência de enfermagem nesse grupo social. Estudo descritivo, de natureza qualitativa, pautado na Teoria das Representações Sociais. Foram abordados 80 pacientes e a técnica para coleta de dados foi a da evocação livre, com os termos indutores ”qualidade de vida antes da colostomia” e “qualidade de vida após a colostomia”, sendo tratado pelo software Ensemble de programmes permettant l’analyse dês evocations (EVOC). A Representação Social da qualidade de vida após a confecção de um estoma mostrou elementos negativos, assim como a qualidade de vida antes do estoma, mostrou elementos positivos. Fazendo uma breve comparação, foi claramente possível ver suas diferenças, principalmente em relação aos sentimentos, suas limitações, seus hábitos alimentares, seus medos e estigmas. Faz-se necessário a implantação e permanência de uma equipe multidisciplinar que vise à reinserção social, fornecendo estratégias para melhor adaptação da sua nova condição de vida, repriorizando valores e metas.

Palavras-chave: Percepção Social; Neoplasias Colorretais; Colostomia.