Evolução Cicatricial de feridas Crônicas no Uso de Plasma Rico em Plaquetas: série de casos

Evolução Cicatricial de feridas Crônicas no Uso de Plasma Rico em Plaquetas: série de casos

Natália dos Santos Freitas Maues 1 Bruna Maiara Ferreira Barreto Pires 2 Beatriz Guitton Renaud Baptista de Oliveira 3 Hye Chung Kang 4 Marilda Andrade 5 Jane Marcy Neffá Pinto 6 Pedro Henrique de Carvalho Rodrigues 7

Resumo

Objetiva-se avaliar a efetividade do Plasma Rico em Plaquetas (PRP) no processo de cicatrização de feridas crônicas. Trata-se de um estudo de série de casos. Desfechos primários: percentual de feridas cicatrizadas; taxa de redução da área das feridas. Desfechos secundários: alteração do tecido no leito das feridas; quantidade de exsudato da lesão, odor e dor. Os dados foram coletados entre os meses de novembro de 2013 a março de 2014, com tempo de seguimento de 12 semanas. O procedimento de coleta de dados foi realizado em três etapas: anamnese, coleta e tratamento do sangue e a realização do curativo com utilização do PRP. A amostra foi composta por 5 pacientes com úlceras de perna. Houve uma ferida completamente cicatrizada e as demais feridas apresentaram taxa de redução da área de 34%, 30%, 12% e 11%. Conclui-se que o PRP favoreceu o processo de reparo tecidual.

Palavras-chave: Ferimentos e Lesões; Cicatrização; Fator de Crescimento Derivado de Plaquetas.