Tratamento de Feridas: assistência de Enfermagem nas unidades 24 horas de Atenção Primária

Tratamento de Feridas: assistência de Enfermagem nas unidades 24 horas de Atenção Primária*

Alessandra Oliveira de Lima 1 Rúbia Gabriela Fernandes Salgado 2 Silvana Possani Medeiros 3 Leonardo Salomão Goulart 4 Daiane Porto Gautério Abreu 5 Lenice Dutra de Sousa 6

Resumo

O objetivo foi identificar como as equipes de enfermagem das Unidades Básicas de Saúde 24 horas de um município do litoral do Rio Grande do Sul atuam na avaliação de feridas. Estudo exploratório com abordagem qualitativa, desenvolvido nas Unidades Básicas 24 horas de um município litorâneo do Rio Grande do Sul. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas individuais semiestruturadas e a análise utilizada foi a temática. Os participantes do estudo foram profissionais de enfermagem que atuavam diretamente no cuidado aos pacientes com feridas. A etapa de avaliação fica a critério de quem realiza o atendimento inicial. Nota-se que não há uma conduta instituída para a fonte de orientações/informações apreendidas e evidencia-se que a forma como os registros são realizados pelos profissionais de enfermagem é insuficiente. Assim, compreende-se a necessidade da criação de um instrumento para registrar os aspectos envolvidos na avaliação e tratamento de feridas e a importância da criação de um sistema operacional online integrado para realização e consulta dos registros de enfermagem. O estudo permitiu identificar que a atuação dos profissionais de enfermagem na avaliação dos pacientes com ferida é realizada de modo particular, sem qualquer rotina previamente instituída.

Palavras-chave: Cuidados de Enfermagem; Ferimentos e Lesões; Cicatrização; Conhecimento; Atenção Primária à Saúde.