Rastreio da pré-eclâmpsia utilizando as características maternas e a pressão arterial média de gestantes

Palavras-chave: Fatores de risco; Pré-eclâmpsia; Cuidado pré-natal; Atenção primária à saúde; Enfermagem

Resumo

Objetivo: Rastrear os fatores de risco e a pressão arterial média de gestantes quanto ao desenvolvimento da pré-eclâmpsia. Método: Estudo transversal, desenvolvido em cinco unidades de saúde da família no período de março a junho de 2019. Os dados foram obtidos por meio de instrumento contendo variáveis sociodemográficas e clínicas, analisados mediante estatística descritiva e inferencial com aplicação do teste Qui-quadrado. Resultados: Participaram do estudo 60 gestantes. Dentre os fatores de risco, houve associação entre o fator de risco pré-eclâmpsia prévia (p=0,0001) e a Pressão Arterial Média. Dentre os antecedentes clínicos das participantes, infecção urinária foi a mais prevalente das condições 16 (26,7%), seguida da hipertensão arterial 7 (11,7%) e infertilidade 4 (6,7%). Conclusão: Por meio do rastreio foi evidenciada a associação entre os fatores de risco e a pressão arterial média das gestantes.

Publicado
2021-05-24
Como Citar
1.
Silva B, Guimarães Souza KP, Gomes ML, Rodrigues I, Teixeira JJ, Moura N, Oriá M. Rastreio da pré-eclâmpsia utilizando as características maternas e a pressão arterial média de gestantes. REAID [Internet]. 24maio2021 [citado 14jun.2021];95(34):e-21083. Available from: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/1069
Seção
ARTIGO ORIGINAL