CONCEPÇÃO DE MULHERES SOBRE O CLIMATÉRIO E O USO DE PLANTAS MEDICINAIS COMO TERAPÊUTICA NATURAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31011/reaid-2021-v.95-n.35-art.1071

Palavras-chave:

Enfermagem, Fitoterápicos, Saúde da Mulher, Terapêutica

Resumo

Objetivo: identificar a concepção de climatério e quais as plantas e fitoterápicos mais utilizados como terapêutica natural por mulheres que vivenciam o climatério. Método: estudo qualitativo descritivo e exploratório, realizado em uma Unidade Básica de Saúde de um município da Bahia. Teve como informantes 17 mulheres com faixa etária entre 40 e 63 anos, como critérios de inclusão estar frequentando assiduamente a unidade e como critérios de exclusão apresentar deficit cognitivo que implicasse na coleta das informações e deficiência auditiva que impedisse ou dificultasse a comunicação verbal. A coleta dos dados empíricos se deu por meio da entrevista semiestruturada, contendo perguntas objetivas e subjetivas. Respeitaram-se os princípios éticos da Resolução Nº466/2012, do Conselho Nacional de Saúde, e o estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), conforme parecer de número 2.440.117. Os dados foram tratados e analisados por meio da técnica de Análise de Conteúdo Temática de Bardin. Resultados e Discussão: apontaram que as mulheres confundem o climatério com menopausa, considerando-o como doença, e que a maioria das participantes recorreu ao uso das plantas medicinais e dos fitoterápicos como terapêutica natural. Conclusão: o estudo evidencia uma concepção medicalizada sobre o climatério pelas participantes, todavia elas sabem identificar as modificações próprias da fase e utilizam tanto táticas naturais para o enfrentamento desse período quanto procuram ajuda da medicina convencional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Silva dos Anjos, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Enfermeira. Graduada pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Bahia, Brasil

Zulmerinda Meira Oliveira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Enfermeira. Doutora. Professora da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Bahia, Brasil.

Octavio Muniz da Costa Vargens, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Enfermeiro. Professor Titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Brasil.

Jane Márcia Progianti, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Enfermeira. Professora Titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Brasil.

Publicado

29-09-2021

Como Citar

1.
Silva dos Anjos AP, Oliveira ZM, da Costa Vargens OM, Progianti JM. CONCEPÇÃO DE MULHERES SOBRE O CLIMATÉRIO E O USO DE PLANTAS MEDICINAIS COMO TERAPÊUTICA NATURAL. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 29º de setembro de 2021 [citado 27º de maio de 2024];95(35):e-021134. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/1071

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL