QUALIDADE DAS PRESCRIÇÕES NA ATENÇÃO PRIMÁRIA: PRECISAMOS FALAR SOBRE ISSO

Palavras-chave: Erros de Medicação; Prescrição; Gestão de Riscos; Atenção primária à saúde.

Resumo

Objetivo: Identificar erros na prescrição de medicamentos e suas causas em uma unidade básica de saúde. Método: Estudo transversal realizado em uma unidade básica de saúde do Nordeste do Brasil. Foram analisadas 707 prescrições de medicamentos por meio de instrumento com critérios pré-estabelecidos, de acordo com as disposições legais do país quanto à prescrição de medicamentos. Um diagrama de Ishikawa foi criado para identificar as possíveis causas dos erros identificados. Resultados: Um total de 138 prescrições de medicamentos (19,5%) apresentou falha ou inadequação de informação. Dos erros encontrados, 116 (16,41%) estavam relacionados a informações sobre posologia. O diagrama de Ishikawa mostrou oportunidade de melhoria na gestão, treinamento e qualificação técnico / profissional. Conclusão: Os erros observados na prescrição de medicamentos em unidade básica de saúde foram relacionados à ilegibilidade, ausência de dosagem e ausência de informação obrigatória ao paciente. Fatores organizacionais, técnicos, científicos e políticos foram identificados como as raízes dos erros identificados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-08-13
Como Citar
1.
RABELO BANDEIRA N, DUTRA FC, VASCONCELOS P, SOUSA FREIRE VE, CARVALHO RE, AMARAL J. QUALIDADE DAS PRESCRIÇÕES NA ATENÇÃO PRIMÁRIA: PRECISAMOS FALAR SOBRE ISSO. REAID [Internet]. 13ago.2021 [citado 18set.2021];95(35):e-21112. Available from: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/1124
Seção
ARTIGO ORIGINAL