AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DE DISCENTES DE ENFERMAGEM NA PRÁTICA CLÍNICA SEM EXPERIÊNCIA PRÉVIA COM SIMULAÇÃO

Autores

Palavras-chave:

Estágio clínico; Internato e Residência; Simulação; Enfermagem; Ensino.

Resumo

Objetivo: Avaliar a satisfação dos discentes de enfermagem na prática clínica sem a experiência prévia com prática simulada. Métodos: Estudo descritivo, com abordagem quantitativa, desenvolvido no período de agosto de 2019 a julho de 2020. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de uma escala Likert contendo 11 itens, com aplicação do teste estatístico de análise da probabilidade de significância. Resultados: A amostra foi composta por 22 alunos acadêmicos do 5º ciclo de enfermagem, onde, 86.36% referem estar satisfeitos com a aquisição das habilidades durante a prática clínica, 81.81% referem que oportuniza o desenvolvimento da autoconfiança. Conclusões: Constatou-se que embora algumas situações da prática clínica apresentem questões estruturais e de recursos humanos insatisfatórios, é inegável as inúmeras contribuições na formação acadêmica, no controle emocional, na autoconfiança e na autossatisfação do desempenho. Destaca-se a relevância do papel do docente na satisfação com a aquisição das características profissionais específicas obtidas com a prática clínica, que contribuem suprindo as lacunas emocionais que poderiam ser minimizadas com a vivencia da estratégia de ensino simulado.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2022-06-22

Como Citar

1.
Santos LC, Souza AM, Oliveira MNC de, Rodrigues IDCV. AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DE DISCENTES DE ENFERMAGEM NA PRÁTICA CLÍNICA SEM EXPERIÊNCIA PRÉVIA COM SIMULAÇÃO. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 22º de junho de 2022 [citado 29º de junho de 2022];96(38). Disponível em: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/1326

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL