CONSTRUÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM INSTRUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO DA ÚLCERA TERMINAL DE KENNEDY

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31011/reaid-2023-v.97-n.4-art.1749

Palavras-chave:

Estudo de validação, Cuidados Paliativos, Assistência Terminal, Úlcera Cutânea, Úlcera Terminal de Kennedy

Resumo

Objetivo: Realizar a construção e avaliação de um instrumento de identificação da Úlcera Terminal de Kennedy (UTK). Métodos: Estudo metodológico de construção e avaliação de instrumento, por meio de abordagem quali-quantitativa. Cuja abordagem qualitativa, foi mediante a avaliação por um comitê de especialistas (n=10), e a abordagem quantitativa se deu através da utilização do índice de validade de conteúdo (IVC). Resultados: Entre os 12 itens do instrumento original, foram excluídos 3, dos quais um se deu por apresentar o IVC abaixo do escore aceitável e dois por apresentarem conteúdos considerados “repetitivos” em relação a outros dois itens; desse modo, a segunda versão do instrumento resultou em 9 itens, nos quais foram realizados ajustes de acordo com a síntese das sugestões dos juízes.Conclusão: A partir da avaliação dos juízes, foi definida uma versão do instrumento com índice de validade de conteúdo, concordância e relevância adequados, que poderá contribuir para a identificação da UTK.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Brunna Francisca de Farias Aragão, Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco

Enfermeira. Residente em Infectologia pelo Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco (HUOC-UPE).

Gerluce Araújo Silva de Souza Monteiro , Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco

Enfermeira Estomaterapeuta pelo Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco (HUOC-UPE), Recife, Brasil.

Maria do Socorro Alécio Barbosa, Universidade de Pernambuco

Enfermeira. Mestre. Doutoranda pela Universidade de Pernambuco (UPE), Recife, Brasil

Jack Roberto Silva Fhon, Universidade de São Paulo

Enfermeiro. Mestre. Doutor. Docente pela Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil.

Carlos Alberto Domingues do Nascimento, Universidade de Pernambuco

Psicólogo. Mestre. Doutor. Docente pela Universidade de Pernambuco (UPE), Recife, Brasil.

Marília Perrelli Valença, Universidade de Pernambuco

Enfermeira. Mestre. Doutora. Docente pela Universidade de Pernambuco (UPE), Recife, Brasil.

Fábia Maria de Lima, Universidade de Pernambuco

Enfermeira. Mestre. Doutora. Docente pela Universidade de Pernambuco (UPE), Recife, Brasil.

Referências

Souza RMS, Santos RKR, Teixeira CL, Jesus PBR. Avanços dos estudos Lesão Terminal de Kennedy no cuidado de enfermagem na terminalidade: Revisão integrativa. Rev Nursing. 2020; 24(272):5108-14. DOI: https://doi.org/10.36489/nursing.2021v24i272p5108-5114. DOI: https://doi.org/10.36489/nursing.2021v24i272p5108-5114

Ayello EA, Levine JM, Langemo D, Kennedy-Evans KL, Brennan MR, Sibbald RG. Reexamining the Literature on Terminal Ulcers, SCALE, Skin Failure, and Unavoidable Pressure Injuries. Advances in Skin and Wound Care. 2019; 32(3):109-21. DOI: 10.1097/01.ASW.0000553112.55505.5f. DOI: https://doi.org/10.1097/01.ASW.0000553112.55505.5f

Maia MFS. Feridas em Cuidados Paliativos: Resultados de um Estudo sobre Úlceras Terminais de Kennedy [dissertação]. Universidade do Porto; 2018. Disponível em: https://sigarra.up.pt/fmup/pt/pub_geral.show_file?pi_doc_id=181095.

Carvalho MMC, Xavier ECL, Pereira IV, Carneiro RB, Oliveira AMB, Guterres KLS, et al. Nursing care for patients affected by kennedy terminal ulcer: Integrative review. Inter J Development Res. 2020; 10:41760-3. DOI: https://doi.org/10.37118/ijdr.20306.10.2020.

Fhon JRS, Silva LM, Rodrigues RAP, Carhuapoma AME. Percepción de las enfermeras sobre cuidados paliativos: experiencia con pacientes oncológicos. Rev Iberoamericana Educacion e Investigacion Enfermeria. 2018; 8(3):28-36. Disponível em: https://www.enfermeria21.com/revistas/aladefe/articulo/284/percepcion-de-las-enfermeras-sobre-cuidados-paliativos-experiencia-con-pacientes-oncologicos/.

León AR, Medina RI, González RG, Moret FS, Barbeito NB. Validación de encuesta a pacientes con insuficiencia cardíaca crónica en cuidados paliativos para el trabajo de enfermería. Rev Cubana Enfermería [Internet]. 2021 [citado 2023 Set 12];37(3):4130-49. Disponível em: http://revenfermeria.sld.cu/index.php/enf/article/view/4130.

Silva FL, Souza, MTS, Fonseca PR, Sousa ATO. Úlcera Terminal de Kennedy: conhecimentos e implicações para a enfermagem. Conbracis. 2016:1-5. Disponível em: https://www.editorarealize.com.br/index.php/artigo/visualizar/19538.

Franck EM. Alterações de pele em pacientes em cuidados paliativos na terminalidade da doença e final da vida: coorte prospectiva [dissertação]. Universidade de São Paulo; 2016. DOI: 10.11606/D.7.2017.tde-17052017-112324. DOI: https://doi.org/10.11606/D.7.2017.tde-17052017-112324

Costa RKS, Torres GV, Salvetti MG, Azevedo IC, Costa MAT. Validade de instrumentos sobre o cuidado de enfermagem à pessoa com lesão cutânea. Acta Paul Enferm. 2014; 27(5):447-57. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-0194201400074. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-0194201400074

Aragão BFF, Barbosa MSA, Monteiro GASS, Araújo TCNRS, Fhon JRS, Lima FM. Identificando as características da Úlcera Terminal de Kennedy: uma revisão integrativa. Rev Enferm Atual In Derme. 2022; 96(38):1-12. DOI: https://doi.org/10.31011/reaid-2022-v.96-n.38-art.1350. DOI: https://doi.org/10.31011/reaid-2022-v.96-n.38-art.1350

Souza AC, Alexandre NMC, Guirardello EB. Propriedades psicométricas na avaliação de instrumentos: avaliação da confiabilidade e da validade. Rev Epidemiol Serviços de Saúde. 2017; 26(3):649-59. DOI: https://doi.org/10.5123/S1679-49742017000300022. DOI: https://doi.org/10.5123/S1679-49742017000300022

Agra G, Formiga NS, Oliveira SHS, Santos ATOS, Soares MJGO, Costa MML. Instrument Validation on Nurses’ Knowledge and Practice in Palliative Care for People with Cutaneous Malignant Tumor Wound. Aquichan. 2020; 26(3):1-19. DOI: https://doi.org/10.5294/aqui.2020.20.1.2. DOI: https://doi.org/10.5294/aqui.2020.20.1.2

Alexandre NMC, Coluci MZO. Validade de conteúdo nos processos de construção e adaptação de instrumentos de medidas. Ciência Saúde Coletiva. 2009; 16(7):3061-8. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-81232011000800006. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-81232011000800006

Reitz M, Schindler CA. Pediatric Kennedy Terminal Ulcer. J Pediatric Health Care. 2016; 30(3):274-8. DOI: 10.1016/j.pedhc.2015.12.001. DOI: https://doi.org/10.1016/j.pedhc.2015.12.001

Schank JE. Kennedy terminal ulcer: the "ah-ha!" moment and diagnosis. Ostomy Wound Manage. 2009; 55(9):40-4. Disponível em: https://www.hmpgloballearningnetwork.com/site/wmp/article/kennedy-terminal-ulcer-ah-ha-moment-and-diagnosis.

Bachero JG, Vizcaino TF. Poliulceración en paciente terminal: Úlceras de Kennedy. Plan de cuidados paliativos. Enfermería Dermatol. 2014; 8(22):32-40. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5014762.

Roca-Biosca A, Rubio-Rico L, Velasco-Guillén MC, Anguera-Saperas L. The adapting of a care plan after Kennedy terminal ulcer diagnosis. Enfermería Intensiva. 2016; 27(4):168-72. DOI: 10.1016/j.enfi.2016.03.002. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enfi.2016.03.002

Orduña MIP, Llatas FP, Matoses SM. Consensos sobre el tratamiento de las úlceras en el paciente terminal. Revisión de la literatura. Heridas y Cicatrización [Internet]. 2020 [citado 2023 Set 12]; 10(2):27-32. Disponível em: https://heridasycicatrizacion.es/images/site/2020/02_JUNIO_2020/Articulo_Original_2_SEHER_10.2.pdf.

Publicado

21-10-2023

Como Citar

1.
Aragão BF de F, Monteiro GAS de S, Barbosa M do SA, Fhon JRS, Nascimento CAD do, Valença MP, Lima FM de. CONSTRUÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM INSTRUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO DA ÚLCERA TERMINAL DE KENNEDY. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 21º de outubro de 2023 [citado 15º de julho de 2024];97(4): e023156 . Disponível em: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/1749

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL