DETERMINANTES MATERNOS E DE RECÉM-NASCIDOS ASSOCIADOS AO ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO EM MATERNIDADES DO ESPIRITO SANTO

ALEITAMENTO EXCLUSIVO NO ESPIRITO SANTO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31011/reaid-2023-v.97-n.3-art.1963

Palavras-chave:

Aleitamento Materno, Recém Nascido, Determinantes Sociais da Saúde

Resumo

Objetivo: Analisar os determinantes em saúde maternos e de recém-nascidos associados ao aleitamento materno exclusivo em três maternidades do Espirito Santo. Metódo: Estudo do tipo transversal, multicêntrico, com dados do estudo Projeto Viver. Amostra foi composta por 3.438 duplas mãe-bebê. A relação entre o aleitamento materno exclusivo praticado nas maternidades, dados relacionados à mãe, recém-nascido e pré-natal foi realizada através do teste qui-quadrado. Regressão logística foi utilizada para avaliar as variáveis que mais influenciam as mulheres na amamentação exclusiva. O nível de significância adotado foi de 5%. Resultados: O aleitamento materno exclusivo antes da alta hospitalar foi de 85,2%. O aleitamento materno na primeira hora de vida não foi praticado por 91,2% e 75,4% das mulheres não participaram de atividade educativa durante o pré-natal. À regressão logística, mulheres menores de 19 anos e bebês nascidos com peso normal e a termo apresentam maiores chances de praticar a amamentação exclusiva ainda na maternidade. Conclusões: O cumprimento das políticas públicas em prol da amamentação deve ser espelhadas na necessidade de garantir o suporte econômico e social para que a amamentação exclusiva alcance as metas estabelecidas pela OMS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Indicators for assessing infant and young child feeding practices: definitions and measurement methods. Geneva: World Health Organization and the United Nations Children’s Fund (UNICEF), 2021. Available from: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/igo

Sankar MJ, Sinha B, Chowdhury R, Bhandari N, Taneja S, Martines J, Bahl R. Optimal breastfeeding practices and infant and child mortality: a systematic review and meta-analysis. Acta Paediatr. 2015 Dec; 104(467):3-13. Available from: https://doi.org/10.1111/apa.13147

Lago ID, Mesquita SM, Ferreira MS, Rocha KNS, Rocha RC, Bezerra MAR. Fatores de risco para o desmame precoce no período neonatal: uma revisão integrativa da literatura. Saud Coletiv (Barueri) [Internet]. 21 de outubro de 2020 [citado 8 de agosto de 2023];10(57):3621-36. Disponível em: https://revistasaudecoletiva.com.br/index.php/saudecoletiva/article/view/952

World Health Organization (WHO/UNICEF). Global nutrition targets 2025: breastfeeding policy brief. Geneva: World Health Organization, 2014. Available from: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/149022/WHO_NMH_NHD_14.7_eng.pdf?ua=1

Martins FA, Ramalho AA, Andrade AM de, Opitz SP, Koifman RJ, Silva IF da. Breastfeeding patterns and factors associated with early weaning in the Western Amazon. Rev Saúde Pública. 2021 Jul; 55(21):1-16. Available from: https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2021055002134

Bezerra VM, Magalhães EIS, Pereira IN, Gomes AT, Pereira Netto M, Rocha DS. Prevalence and determinants of the use of pacifiers and feeding bottle: a study in Southwest Bahia. Rev Bras Saude Mater Infant. 2019 Apr; 19(2):311–21. Available from: https://doi.org/10.1590/1806-93042019000200004

Silva JN. Aleitamento materno: motivos e consequências do desmame precoce em crianças. Revista Artigos.Com [Internet]. 2020 Set [acessado 2023 Abr 02];20:[cerca de 7 p.]. Disponível em: https://acervomais.com.br/index.php/artigos/article/view/4756

Poton W, Dos Santos A, Bubach S, Cypreste A, De Souza C, De Oliveira AC, Baltar E, Catharino R, Costa G, Duemke L, Dos Santos T, Da Silva L, Kohl J, Horta B. Aspectos metodológicos do Projeto Viver: um estudo longitudinal no Espirito Santo (Brasil). Cadernos Saúde Coletiva. No prelo 2022.

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Aleitamento materno: Prevalência e práticas de aleitamento materno em crianças brasileiras menores de 2 anos 4: ENANI 2019. [Documento eletrônico]. Rio de Janeiro, RJ: UFRJ, 2021. Disponível em: https://enani.nutricao.ufrj.br/index.php/relatorios/.

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Bases para a discussão da Política Nacional de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno. Brasília: Ministério da Saúde, 2017. Disponível em : https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/bases_discussao_politica_aleitamento_materno.pdf

Fundação Oswaldo Cruz. Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (rBLH). Série Documentos – rBLH em Dados: Brasil 2022. Disponível em: https://rblh.fiocruz.br/sites/rblh.fiocruz.br/files/usuario/126/serie_doc_rblh_em_dados_2022_versao_2.1.pdf

Baier MP, Toninato APC, Nonose ERS, Zilly A, Ferreira H, Silva RMM. Breastfeeding until the six the month of life in municipalities in the Parana Mothers Network. Rev enferm UERJ. 2020 Dez; 28:e51623. Available from: https://doi.org/10.12957/reuerj.2020.51623

Pinheiro BKI, Conceição SIO. Fatores sociodemográficos maternos associados ao aleitamento materno exclusivo. Rev Cuid [periódico na Internet]. 2020 [acessado 3 de Jul 2023];11(1):[cerca de 13 p.]. Disponível em: https://revistas.udes.edu.co/cuidarte/article/view/811

Izidoro NO, Chitarra FMR, Silva LA, Magevski KB, Franco MF, Rocha LM da, Schneider BC,Simões MO. Prevalência de aleitamento materno e fatores associados entre mães adolescentes de Governador Valadares, Minas Gerais. Hu Ver [Internet]. 2022 [acessado 28 Jun 2023]; 48:[cerca de 8 p.]. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/35587

Souza CB de, Melo DS, Relvas GRB, Venâncio SI, Silva RPGVC da. Promoção, proteção e apoio à amamentação no trabalho e o alcance do desenvolvimento sustentável: uma revisão de escopo. Ciênc saúde coletiva. 2023 Apr; 28(4):1059–72. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-81232023284.14242022

Margotti E, Margotti W. Fatores relacionados ao aleitamento materno exclusivo em bebês nascidos em hospital amigo da criança em uma capital do Norte brasileiro. Saúde debate. 2017 Jul; 41(114):860–71. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0103-1104201711415

Oliveira DS, Boccolini CS, Faerstein E, Verly-Jr E. Breastfeeding duration and associated factors between 1960 and 2000. J Pediatr (Rio J). 2017 Mar; 93(2):130–5. Available from: https://doi.org/10.1016/j.jped.2016.05.005

Moraes BA, Strada JKR, Gasparin VA, Espirito-Santo LC, Gouveia HG, Gonçalves AC. Breastfeeding in the first six months of life for babies seen by Lactation Consulting. Rev Latino-Am Enfermagem 2021; 29:e3412. Available from: https://doi.org/10.1590/1518-8345.3538.3412

Cohen SS, Alexander DD, Krebs NF, Young BE, Cabana MD, Erdmann P et al. Factors Associated with Breastfeeding Initiation and Continuation: A Meta-Analysis. J Pediatr 2018; 203:190-196. Available from: https://doi.org/10.1016/j.jpeds.2018.08.008

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2012. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cadernos_atencao_basica_32_prenatal.pdf

Silva ALA da, Mendes A da CG, Miranda GMD, Souza WV de. A qualidade do atendimento ao parto na rede pública hospitalar em uma capital brasileira: a satisfação das gestantes. Cad Saude Publica. 2017; 33(12):e00175116. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0102-311x00175116

Bouskelá A, Capelli J, Rocha C, Lima F, Sperandio N, Fonseca, V. Evolução do aleitamento materno exclusivo nos primeiros 15 anos do século XXI: um estudo no município de Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. DEMETRA [Internet]. 2019 Nov [acessado 27 Jun 2023]; 14(1):[cerca de 14 p.]. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/view/43562/31323

Silva CPV da, Fettermann FA, Assumpção PK de, Rosa AB da, Fernandes MN da S, Donaduzzi DS da S. Aleitamento materno exclusivo na primeira hora de vida do recém-nascido. Saúde (Santa Maria) 2020; 46(1):1-14. Disponível em: https://doi.org/10.5902/2236583441745

Brasil. Ministério da Saúde (MS). II Pesquisa de prevalência de aleitamento materno nas capitais brasileiras e Distrito Federal Brasília: MS; 2009. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pesquisa_prevalencia_aleitamento_materno.pdf

Tsegaw SA, Dawed YA, Amsalu ET. Individual level and community level factors affecting exclusive breastfeeding among infants under-six months in Ethiopia using multilevel analysis. Ital J Pediatr 2021 May; 47(1):106. Available from: https://doi.org/10.1186/s13052-021-01062-z

Sousa PKS, Novaes TG, Magalhães EIda S, Gomes AT, Bezerra VM, Netto MP, Rocha D da S. Prevalência e fatores associados ao aleitamento materno na primeira hora de vida em nascidos vivos a termo no sudoeste da Bahia, 2017. Epidemiol Serv Saude 2020; 29(2):e2018384. Disponível em: https://doi.org/10.5123/S1679-49742020000200016

Silva RMR da, Araújo V da S, Fassarella BPA, Santos LCA dos, Silva MG da, Silva ER, Ribeiro WA, Neves K do C, Alves ALN, Amaral FS do. Valorização do contato pele a pele entre mãe e filho na primeira hora de vida: contribuições da enfermagem. RSD. 2022; 11(2): e6711225467. Disponível em: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v11i2.25467

Palheta QAF, Aguiar M de FR. Importância da assistência de enfermagem para a promoção do aleitamento materno. REAEnf. 2021 Jan; 8:e5926. Disponível em: https://doi.org/10.25248/reaenf.e5926.2021

Fonseca RMS, Milagres LC, Franceschini S do CC, Henriques BD. O papel do banco de leite humano na promoção da saúde materno infantil: uma revisão sistemática. 2021 Jan; 26(1):309–18. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-81232020261.24362018

Villarreal-Verde C, Placencia MMD, Nolberto SVA. Exclusive Breastfeeding and associated factors in mothers who attend Health Establishments of Lima, Peru. Rev Fac Med Hum. 2020; 20(2):287-294. Available from: https://doi.org/10.25176/RFMH.v20i2.2765

Faria DGS de, Costa GC de P, Righini LR, Salesse MP, Rocha NO, Ferreira SG. Perfil de mães adolescentes no ambulatório de aleitamento materno de um hospital-escola do noroeste paulista. Cuid Enferm 2021; 15(1):17-21. Disponível em: http://www.webfipa.net/facfipa/ner/sumarios/cuidarte/2021v1/p.17-21.pdf

Lopes TSP, Lima CCB, Lima M de DM, Lima ISDB, Costa RMM, Lopes LDP, Silva RNC. Avaliação da mamada em bebes a termo e pré-termo, após alta hospitalar: aplicação de formulário de observação. RSD. 2022; 11(3):e56511326893. Disponível em: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v11i3.26893

Lutzke CL, Miotto MHMB. Determinantes sociais do desmame precoce em comunidade rural de uma população pomerana: estudo transversal. Rev Bras Promoç Saúde. 2022; 35(11):13055. Disponível em: https://doi.org/10.5020/18061230.2022.13055

Moura TS, Kümpel DA, Hartmann V, Luft N. Aleitamento materno exclusivo e estado nutricional de prematuros em unidade de terapia intensiva. RBSP. 2021; 45(2):103-15. Disponível em: https://doi.org/10.22278/2318-2660.2021.v45.n2.a3379

Publicado

13-09-2023

Como Citar

1.
SILVA ALBD, OLIVEIRA ERA, POTON WL, SANTOS ASD, BUBACH S, MIOTTO MHMDB. DETERMINANTES MATERNOS E DE RECÉM-NASCIDOS ASSOCIADOS AO ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO EM MATERNIDADES DO ESPIRITO SANTO: ALEITAMENTO EXCLUSIVO NO ESPIRITO SANTO. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 13º de setembro de 2023 [citado 15º de julho de 2024];97(3):e023160. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/1963

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL