EDUCAÇÃO EM SAÚDE NO PRÉ-NATAL: PERSPECTIVA DE PUÉRPERAS E DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31011/reaid-2023-v.97-n.4-art.2016

Palavras-chave:

Educação em saúde; Cuidado pré-natal; Saúde materna; Profissionais de saúde.

Resumo

Introdução: A educação em saúde no pré-natal pode favorecer uma experiência positiva da mulher na gestação, no parto e nascimento, e no puerpério, bem como garantir a saúde materna e do recém-nascido. Objetivo: conhecer a perspectiva de puérperas, médicos e enfermeiros da atenção primária acerca da educação em saúde no pré-natal. Metodologia: Estudo qualitativo, descritivo e exploratório com trinta participantes, sendo dezesseis puérperas que tiveram acompanhamento de pré-natal na atenção primária à saúde e quatorze profissionais, entre médicos e enfermeiros, realizado entre janeiro de 2021 e maio de 2022. O tratamento dos dados se deu por meio da análise temática de conteúdo. Resultados: identificou-se que a educação em saúde no pré-natal ocorre durante as consultas, principalmente por médicos clínico-geral. O foco de atenção desses profissionais é na avaliação clínica e obstétrica e, as orientações, baseiam-se nos “sinais de alarme” de trabalho de parto e ou de complicações, e escolha de via de parto. Enfermeiros frequentemente realizam a primeira consulta de pré-natal, com ênfase na detecção de doenças. O pré-natal do parceiro possui baixa adesão. Considerações finais: A educação em saúde no pré-natal é insuficiente para suprir as necessidades de conhecimento das mulheres. Recomenda-se a participação de enfermeiros nas consultas de pré-natal, que podem ser compartilhadas com médicos; criação de grupos de gestantes; com estratégias para adesão delas nos grupos e dos parceiros nas consultas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karina de Jesus Santos, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Acadêmica de Enfermagem.

Aline Werlang, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Acadêmica de Enfermagem.

Camila Cristiane Formaggi Sales Ribeiro, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Enfermeira. Doutora em Enfermagem.

Taís Regina Schapko, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Enfermeira. Mestre em Saúde Pública em Região de Fronteira.

Rosângela Aparecida Pimenta, Universidade Estadual de Londrina

Enfermeira. Doutora em Enfermagem.

Publicado

18-11-2023

Como Citar

1.
Baggio MA, de Jesus Santos K, Werlang A, Cristiane Formaggi Sales Ribeiro C, Regina Schapko T, Aparecida Pimenta R. EDUCAÇÃO EM SAÚDE NO PRÉ-NATAL: PERSPECTIVA DE PUÉRPERAS E DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 18º de novembro de 2023 [citado 28º de maio de 2024];97(4):e023219. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/2016

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL