USO DO CHATBOT NO ENFRENTAMENTO DA ANSIEDADE: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31011/reaid-2024-v.98-n.2-art.2140

Palavras-chave:

Ansiedade, Saúde Mental, Inteligência Artificial, Chatbot, Cuidados em saúde

Resumo

Introdução: Segundo a Organização Mundial da Saúde, a ansiedade é considerada um problema de saúde pública e requer estratégias inovadoras de enfrentamento, como por exemplo, o uso do chatbot que é uma inteligência artificial capaz de simular diálogo com os usuários. Objetivo: Investigar informações sobre o uso do chatbot no enfrentamento da ansiedade. Método: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura. A questão norteadora foi elaborada com base na estratégia PICO. A questão norteadora foi:“Quais as evidências disponíveis na literatura sobre o uso do chatbot no enfrentamento da ansiedade?”.A busca ocorreu em março de 2022 nas seguintes bases: Medical Literature Analysis and Retrieval System Online, Scopus, Cochrane, Web of Science e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde. Resultados: Foram identificados 592 artigos nas buscas empregadas nas bases de dados selecionadas para a condução da revisão, sendo excluídas 22 publicações duplicadas e, após a leitura de títulos, resumos e descritores, 11 artigos foram analisados na íntegra. De acordo com os artigos analisados, os chatbots podem oferecer conteúdos relacionados a autoavaliação guiada e dicas para as seguintes áreas: estresse, ansiedade, depressão, sono e autoestima. O uso do chatbot em saúde mental pode engajar usuários e reduzir significativamente os sintomas de ansiedade, depressão e níveis de estresse. Considerações finais: Há um potencial impacto dos chatbots como uma intervenção transdiagnóstica de baixo custo no enfrentamento da ansiedade que pode ser amplamente divulgada para melhorar a saúde mental de milhões de pessoas em todo o mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Mercês CAMF, Souto J da SS, Souza PA de, Chagas MC, Weiss C, Benevides AB, et al. Análise simultânea dos conceitos de ansiedade e medo: contribuições para os diagnósticos de enfermagem. Escola Anna Nery [Internet]. 2021 [citado 2 de janeiro de 2024];25(2). Disponível em: http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1414-81452021000200701&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

World Health Organization (WHO). Mental Health ATLAS 2020. Geneva: World Health Organization; 2021. [Internet]. [citado 2 de janeiro de 2024]. Disponível em: https://iris.who.int/bitstream/handle/10665/345946/9789240036703-eng.pdf?sequence=1

Costa DS da, Medeiros N de SB, Cordeiro RA, Frutuoso E de S, Lopes JM, Moreira S da NT. Sintomas de Depressão, Ansiedade e Estresse em Estudantes de Medicina e Estratégias Institucionais de Enfrentamento. Rev bras educ med.[Internet] 2020 [citado 2 de janeiro de 2024];44:e040. Available from: https://doi.org/10.1590/1981-5271v44.1-20190069

Fernandes MA, Meneses RT de, Franco SLG, Silva JS e, Feitosa CDA. Transtornos de ansiedade: vivências de usuários de um ambulatório especializado em saúde mental. Rev enferm UFPE on line. [Internet].2017 [citado 2 de janeiro de 2024]; 11(10). Available from: 10.5205/reuol.12834-30982-1-SM.1110201718

Novaes HMD, Soárez PCD. A Avaliação das Tecnologias em Saúde: origem, desenvolvimento e desafios atuais. Panorama internacional e Brasil. Cad Saúde Pública. [Internet]. 2020. [citado 2 de janeiro de 2024]; 36(9). Available from: 10.1590/0102-311X00006820

Marengo LL, Kozyreff AM, Moraes F da S, Maricato LIG, Barberato-Filho S. Mobile technologies in healthcare: reflections on development, application, legal aspects, and ethics. Rev Panam Salud Publica. [Internet]. 2022[citado 2 de janeiro de 2024];46:e37. Avaliable from:10.26633/RPSP.2022.37

Hungerbuehler I, Daley K, Cavanagh K, Garcia Claro H, Kapps M. Chatbot-Based Assessment of Employees’ Mental Health: Design Process and Pilot Implementation. JMIR Form Res. [Internet]2021[citado 2 de janeiro de 2024];5(4). Avaliable from:https://doi.org/10.26633/RPSP.2022.37

Minerva F, Giubilini A. Is AI the Future of Mental Healthcare? Topoi (Dordr). [Internet] 2023[citado 2 de janeiro de 2024];42(3). Avaliable from: 10.1007/s11245-023-09932-3

Graham S, Depp C, Lee EE, Nebeker C, Tu X, Kim HC, et al. Artificial Intelligence for Mental Health and Mental Illnesses: An Overview. Curr Psychiatry Rep. [Internet] 2019 [citado 2 de janeiro de 2024];21(11). Avaliable from: 10.1007/s11920-019-1094-0

Botelho LLR, Cunha CCDA, Macedo M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade. [Internet] 2011 [citado 2 de janeiro de 2024];5(11):121. Avaliable from: 10.21171/ges.v5i11.1220

Hastings C, Fisher CA. Searching for proof: Creating and using an actionable PICO question. Nurs Manage. [Internet]2014 [citado 2 de janeiro de 2024];45(8). Avaliable from: 10.1097/01.NUMA.0000452006.79838.67.

Fitzpatrick KK, Darcy A, Vierhile M. Delivering Cognitive Behavior Therapy to Young Adults With Symptoms of Depression and Anxiety Using a Fully Automated Conversational Agent (Woebot): A Randomized Controlled Trial. JMIR Ment Health.[Internet] 2017 [citado 2 de janeiro de 2024];4(2). Avaliable from: 10.2196/mental.7785.

Fulmer R, Joerin A, Gentile B, Lakerink L, Rauws M. Using Psychological Artificial Intelligence (Tess) to Relieve Symptoms of Depression and Anxiety: Randomized Controlled Trial. JMIR Ment Health. [Internet]2018; 2017 [citado 2 de janeiro de 2024];5(4). Avaliable from: 10.2196/mental.9782.

Ponzo S, Morelli D, Kawadler JM, Hemmings NR, Bird G, Plans D. Efficacy of the Digital Therapeutic Mobile App BioBase to Reduce Stress and Improve Mental Well-Being Among University Students: Randomized Controlled Trial. JMIR Mhealth Uhealth. [Internet] 2020[citado 2 de janeiro de 2024];8(4). Avaliable from: 10.2196/17767.

Daley K, Hungerbuehler I, Cavanagh K, Claro HG, Swinton PA, Kapps M. Preliminary Evaluation of the Engagement and Effectiveness of a Mental Health Chatbot. Front Digit Health.[Internet] 2020 [citado 2 de janeiro de 2024];2:576361. Avaliable from: 10.3389/fdgth.2020.576361

Klos MC, Escoredo M, Joerin A, Lemos VN, Rauws M, Bunge EL. Artificial Intelligence-Based Chatbot for Anxiety and Depression in University Students: Pilot Randomized Controlled Trial. JMIR Form Res. [Internet]2021[citado 2 de janeiro de 2024];5(8). Avaliable from: 10.2196/20678.

Gabrielli S, Rizzi S, Bassi G, Carbone S, Maimone R, Marchesoni M, Forti S. Engagement and Effectiveness of a Healthy-Coping Intervention via Chatbot for University Students During the COVID-19 Pandemic: Mixed Methods Proof-of-Concept Study - PubMed [Internet] 2021[citado 2 de janeiro de 2024]; 9(5). Avaliable from: 10.2196/27965.

Roy A, Hoge EA, Abrante P, Druker S, Liu T, Brewer JA. Clinical Efficacy and Psychological Mechanisms of an App-Based Digital Therapeutic for Generalized Anxiety Disorder: Randomized Controlled Trial. J Med Internet Res. [Internet]2021[citado 2 de janeiro de 2024];23(12). Avaliable from: 10.2196/26987.

Mehta A, Niles AN, Vargas JH, Marafon T, Couto DD, Gross JJ. Acceptability and Effectiveness of Artificial Intelligence Therapy for Anxiety and Depression (Youper): Longitudinal Observational Study. J Med Internet Res. [Internet] 2021[citado 2 de janeiro de 2024];23(6). Avaliable from: 10.2196/26771

Leo AJ, Schuelke MJ, Hunt DM, Metzler JP, Miller JP, Areán PA, et al. A Digital Mental Health Intervention in an Orthopedic Setting for Patients With Symptoms of Depression and/or Anxiety: Feasibility Prospective Cohort Study. JMIR Form Res. 21 de fevereiro de 2022;6(2):e34889.

Ahmed A, Aziz S, Khalifa M, Shah U, Hassan A, Abd-Alrazaq A, et al. Thematic Analysis on User Reviews for Depression and Anxiety Chatbot Apps: Machine Learning Approach. JMIR Form Res. 11 de março de 2022;6(3):e27654.

Cameron G, Cameron D, Megaw G, Bond R, Mulvenna M, O’Neill S, et al. Assessing the Usability of a Chatbot for Mental Health Care. Em: Bodrunova SS, Koltsova O, Følstad A, Halpin H, Kolozaridi P, Yuldashev L, et al., organizadores. Cham: Springer International Publishing; 2019 [citado 2 de janeiro de 2024]. p. 121–32. (Lecture Notes in Computer Science; vol. 11551). Disponível em: http://link.springer.com/10.1007/978-3-030-17705-8_11

Publicado

11-04-2024

Como Citar

1.
Ferreira D da S, Martins CB, Barbalho IMP, Maciel N de S, Bessa de Oliveira BS, Jorge MSB. USO DO CHATBOT NO ENFRENTAMENTO DA ANSIEDADE: UMA REVISÃO INTEGRATIVA. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 11º de abril de 2024 [citado 27º de maio de 2024];98(2):e024297. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/2140

Edição

Seção

ARTIGO DE REVISÃO