Debates acerca dos direitos sexuais e reprodutivos no contexto do zika vírus, que caminho estamos trilhando?

Autores

  • Nathália Mascarenhas Menezes
  • Fernanda Macedo da Silva Lima
  • Fernanda dos Reis Souza
  • Marcos Paulo Almeida Souza

DOI:

https://doi.org/10.31011/reaid-2019-v.87-n.25-art.484

Resumo

Este artigo objetiva descrever as perspectivas acerca dos direitos sexuais e reprodutivos no contexto da epidemia do zika vírus. Para isso, foi realizada uma revisão integrativa de literatura a partir de bases de dados eletrônicas – LILACS, SciELO, PubMed/Medline e Portal de Periódicos CAPES, no período de 2015 a 2017, com amostra final de 17 artigos. A partir disso, observou-se que debates acerca da garantia de direitos sexuais e reprodutivos das mulheres foram retomados na nova conjuntura proporcionada pela epidemia do Zika vírus. As discussões envolviam o acesso adequado a serviços de saúde, planejamento familiar, debates sobre gênero, possibilidades de interrupção da gestação, comunicação e responsabilidades masculinas no contexto da epidemia. Apesar da intensificação dos debates, avanços reais não aconteceram. Obstáculos políticos se fazem presentes, influenciando de forma negativa e perpetuando a violação dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres. Palavras-chave: Infecção pelo zika; Aborto; Direitos sexuais e reprodutivos; Planejamento familiar; Saúde da mulher.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-04-2019

Como Citar

1.
Menezes NM, Lima FM da S, Souza F dos R, Souza MPA. Debates acerca dos direitos sexuais e reprodutivos no contexto do zika vírus, que caminho estamos trilhando?. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 8º de abril de 2019 [citado 27º de maio de 2024];87(25). Disponível em: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/484