Elaboração de medidas preventivas para o controle de infecção cruzada em exames de eletroencefalograma.

Elaboration of preventive measures for the controlo of cross infection in electroencephalogram exams.

  • Amanda dos Santos Cecilio Universidade Estadual Julio de Mesquita Filho - Unesp - Campus Botucatu
  • Ione Corrêa Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Maria Justina Dalla Bernardina Felippe Faculdade Galileu / Faculdade Gran Tietê
Palavras-chave: Elaboração de medidas preventivas para o controle de infecção cruzada em exames de eletroencefalograma.

Resumo

Resumo

Objetivo: Avaliar fatores de risco de disseminação de microrganismos relacionados com dermatoses do couro cabeludo para elaboração de medidas preventivas e controle de infecção cruzada em exames de eletroencefalograma. Método: Revisão Integrativa com estratégia de busca nas bases de dados: CINAHL, Embase, Pubmed, Scopus e Wos. O levantamento foi durante janeiro a fevereiro de 2018. Como critérios de inclusão utilizaram-se estudos que abordassem a temática da correlação entre exame de eletroencefalograma e infecção cruzada, em periódicos e textos disponíveis na íntegra nacionais ou internacionais nos idiomas português, espanhol ou inglês indexado e sem delimitação temporal. Resultados: Foram identificados 936 artigos e foram inseridos quatro artigos para o presente estudo, aos quais a abrasão realizada no couro cabeludo do paciente, os eletrodos e suas extensões que entram em contato com a pele, a falha no procedimento de desinfecção dos equipamentos, a falta de controles de higienização, a falta de treinamento com a equipe envolvida no processo de trabalho e a falta de protocolos a serem seguidos, são fatores de risco que requerem medidas/ações para promover motivação e capacitação com responsabilidade profissional e social. Conclusão: Os riscos de adquirir infecções em serviços de saúde são elevados e em grande parte poderiam ser evitados por meio da adesão dos profissionais de saúde e realização de medidas/ações de prevenção e controle de infecção promovem a segurança do paciente. Diante de tal necessidade, foi elaborado mapeamento de processo do serviço de neurologia diagnóstica, contendo normas e rotinas, procedimento operacional padrão, indicadores e disponibilização do e-book.

Descritores: Dermatoses de Couro Cabeludo; Eletroencefalograma; Desinfecção; Instituições de Saúde; Infecção Cruzada.

 

Abstract

Objective: To evaluate risk factors to microorganisms' dissemination related to dermatoses of the scalp. To perform measures of prevention and control of cross infection in electroencephalogram exams. Method: Integrative revision with search strategy in databases: CINAHL, Embase, PubMEd, Scopus and Wos. The search was carried out from January to February 2018. As inclusion criteria were researches by topic electroencephalogram and cross-infection, in national and international journals and texts available in Portuguese, Spanish or English indexed and without temporal delimitation. Results: A total of 936 articles were identified. Four articles were inserted for the present study, to which the abrasion carried out on the patient's scalp, the electrodes and their extensions that come in contact with the skin, the failure in the disinfection of equipment, lack of sanitation controls, lack of training with the staff involved in the work process and lack of protocols to be followed, are risk factors that require measures/actions to promote motivation and empowerment with responsibility professional and social. Conclusion: The risks of acquiring infections in health services are high and much of them could be avoided through the adhesion of health professionals. The implementation of measures and actions of prevention and infection control promote patient safety. In view of this need, a process mapping of the diagnostic neurology service was developed, containing norms and routines, standard operating procedures, indicators and the e-book availability.

Keywords: Dermatoses of Scalp; Electroencephalogram; Disinfection; Health Institutions; Cross Infection.

Publicado
2019-12-24
Como Citar
1.
Cecilio A, Corrêa I, Felippe MJ. Elaboração de medidas preventivas para o controle de infecção cruzada em exames de eletroencefalograma. REAID [Internet]. 24dez.2019 [citado 30nov.2020];90(28). Available from: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/525