Violência contra a mulher em tempos de pandemia da COVID-19 no Brasil

uma revisão integrativa

Palavras-chave: Violência, Mulheres, Pandemias, Infecções por coronavírus, Isolamento social

Resumo

Objetivo: sintetizar as informações contidas em artigos originais publicados no ano de 2020 sobre violência doméstica em tempos de pandemia da COVID-19 no Brasil e identificar que medidas, inclusive jurídicas, podem ser tomadas para amparar a mulher frente a essa situação. Método: revisão integrativa de literatura realizada por meio de buscas entre os meses de abril e julho de 2020 nas bases de dados LILACS, BDENF, MEDLINE, no motor de buscas PUBMED, e em um buscador acadêmico (Google Scholar). Utilizou-se palavras chaves presentes nos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) e no Medical Subject Headings (MeSH), bem como revisão legislativa sobre a temática. Foram incluídos no estudo artigos originais que abordaram o tema violência doméstica em tempos de pandemia. Resultados: dos estudos encontrados, dois atenderam aos critérios pré-estabelecidos para a inclusão neste estudo. Após análise dos textos foi possível organizar as informações obtidas em duas abordagens: o que já se sabe sobre o aumento da violência doméstica em tempos de pandemia e o que pode ser feito, considerando medidas jurídicas, para amparar as mulheres vítimas de violência doméstica durante a pandemia da COVID-19. Conclusão: foram selecionados dois artigos originais cujos resultados e conclusões associados às produções científicas, legislações e relatórios de organizações nacionais e internacionais, consideradas na revisão podem subsidiar a prática de gestores e profissionais de saúde no enfrentamento da violência contra a mulher no Brasil em tempos de pandemia. Ficou evidente a necessidade de estudos originais sobre o tema.

Biografia do Autor

Andréa Maria Eleutério de Barros Lima Martins, Dr.a, Universidade Estadual de Montes Claros

Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde Unimontes, Doutora em Saúde Pública pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, Bolsista de Produtividade do CNPq.

José Ronivon Fonseca, Me, Universidade Estadual de Montes Claros

Programa de Pós-graduação em Cuidado Primário em Saúde, Enfermeiro Mestre em Cuidado Primário em Saúde.

Rafael Soares Duarte de Moura, Dr, Universidade Estadual de Montes Claros

Doutor em direito pela Universidade de Brasília – UnB, Pró-Reitor adjunto de pesquisa e professor efetivo na UNIMONTES.

Maria Suely Fernandes Gusmão, Esp, Universidade Estadual de Montes Claros

Programa de Pós Graduação em Cuidado Primário em Saúde, Mestranda em Cuidados Primários em Saúde, Enfermeira Referência técnica na Vigilância Epidemiológica Municipal de Montes Claros.

Patricia de Cássia Vieira Neves, Esp, Faculdades Integradas Pitágoras

Enfermeira especialista em Vigilância em Saúde Unimontes, referência técnica na Vigilância Epidemiológica Municipal de Montes Claros - Minas Gerais.

Ludmila Godinho Ribeiro, Faculdades Unidas no Norte de Minas

Graduada em Medicina pelas Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE, residente em Medicina de Família e Comunidade.

Patrick Leonardo Nogueira da Silva, Universidade Estadual de Montes Claros

Enfermeiro, Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Cuidado Primário em Saúde da Universidade Estadual de Montes Claros (PPGCPS/UNIMONTES). Montes Claros (MG), Brasil.

Ana Clara Rodrigues Marques, Universidade Estadual de Montes Claros

Graduanda em Enfermagem pela Universidade Estadual de Montes Claros

Publicado
2020-08-18
Como Citar
1.
Martins A, Fonseca J, de Moura R, Gusmão MS, Neves P, Ribeiro L, da Silva P, Marques AC. Violência contra a mulher em tempos de pandemia da COVID-19 no Brasil. REAID [Internet]. 18ago.2020 [citado 16maio2021];93:e020009. Available from: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/828
Seção
ARTIGO DE REVISÃO