ATUAÇÃO DA ENFERMAGEM FORENSE SOB A ÓPTICA DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

Palavras-chave: Enfermagem Forense, Estudantes de Enfermagem, Violência, Educação Superior

Resumo

Objetivo: analisar a visão de estudantes do curso de enfermagem acerca da atuação da Enfermagem Forense. Método: estudo qualitativo, descritivo e exploratório, realizado com 10 estudantes de enfermagem de uma universidade privada norte brasileira. Foi utilizada uma entrevista semiestruturada, por meio da adaptação do instrumento denominado: Questionário de Conhecimentos sobre Práticas de Enfermagem Forense. Para categorização das falas utilizou-se a Análise de Conteúdo. Resultados: os particantes identificaram a enfermagem forense por meio de algumas habilidades e competências, bem como seu campo de atuação, assistência à pacientes forenses e protocolos instituicionais. Conclusão: foi possível compreender como os estudantes de enfermagem relacionaram a enfermagem forense como campo de atuação, trazendo limitações do conhecimento relacionados ao conceito da especialidade e as especificidades de atuação, com ênfase na abordagem e cuidado às pessoas em situação de violência e os procedimentos técnicos no manejo de vestígios.

Biografia do Autor

Igor de Oliveira Reis, Faculdade Estácio do Amazonas

Bacharel em Enfermagem pela Faculdade Estácio do Amazonas (2020). Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem Forense da Universidade Federal da Paraíba (GEPEFO/UFPB) e do Grupo de Pesquisa: Políticas Públicas, Gestão, Qualidade e Inovação em Saúde, da Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), ambos cadastrados no CNPq. Na graduação desenvolveu duas pesquisas na modalidade Iniciação Científica, uma como bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) (PAIC/FHAJ 2019-2020) e outra como voluntário (PIBIC/ESTÁCIO 2019-2020), foi membro fundador e diretor científico do Centro Acadêmico de Enfermagem Estácio Amazonas (CAEST-AM) (2018-2020), exerceu monitoria acadêmica nas disciplinas de Bioquímica (2017.1) e Anatomia Clínica (2018.1 e 2019.1). Tem interesse em pesquisas que envolvem a Enfermagem Forense e as interfaces da Violência.

Natália Rayanne Souza Castro, Universidade Federal do Amazonas

Graduanda do curso de Enfermagem na Escola de Enfermagem de Manaus (EEM) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Secretária Adjunta do Centro Acadêmico do Curso de Enfermagem - CACEn da EEM/UFAM (2019-2020). Membro fundador e secretária geral da Liga Amazonense de Sistematização da Assistência de Enfermagem - LAMSAE (2017-2020) e diretora geral da Liga Acadêmica de Enfermagem em Saúde da Mulher no Amazonas - LAESMAM (2019-2020), ambas da EEM/UFAM. Desenvolveu Iniciação Científica (PIBIC-UFAM 2018/2019) com o projeto intitulado "Perspectivas dos acadêmicos quanto ao curso de Enfermagem". Exerceu monitoria acadêmica na disciplina de Atenção Integral à Saúde da Mulher (2019.2). Realizou estágio como bolsista de 3º Grau do curso de Enfermagem no setor da Divisão de Enfermagem do Hospital Universitário Getúlio Vargas - HUGV (2018-2019). Foi Bolsista pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) através do Programa de Apoio à Iniciação Científica (PAIC-UFAM 2019-2020) com o projeto "Violência Obstétrica na Visão das Puérperas", recebendo o título de Menção Honrosa pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) ao final do desenvolvimento do projeto.

Mônica Chaves, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Possui Graduação em Enfermagem pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1997) e Mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004). É Especialista em Enfermagem do Trabalho e em Enfermagem na Assistência ao Portador de Lesões Cutâneas pelo Instituto de Educação Continuada da PUC-Minas.Atualmente faz Especialização em Enfermagem Forense pelo Instituto Keynes. Atualmente é Professora Assistente IV do Departamento de Enfermagem da PUc Minas. É Membro do grupo de Pesquisa Processos Heurísticos e Assistência em Saúde e Enfermagem - PHASE no Curso de Enfermagem da PUC Minas (Betim) e GEPIVE- Grupo de Estudos Interdisciplinares em Cuidados Paliativos na PUC Minas Betim. Area de concentração: Gerenciamento de Caso, Cuidado Domiciliar, Cuidados Paliativos e Enfermagem Forense.

Jhuliano Silva Ramos de Souza, Universidade Federal de Alfenas

Possui Graduação em Enfermagem Bacharelado pela Universidade do José Rosário Vellano (2016). Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (2020), como bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Doutorando em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (2020). Pós-Graduando em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental pela Faculdade de Venda Nova do Imigrante (2020). Membro do Grupo de Pesquisa do CNPq "Tecnologias, Inovações e Sustentabilidade em Saúde" da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), desde 2015 até a presente data. Atualmente é Instrutor de Formação Profissional do curso Técnico em Enfermagem no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), campus Alfenas-MG. Tem experiência na área de Enfermagem, atuando principalmente nos seguintes temas: Enfermagem Forense, Educação em Enfermagem, Violência e Práticas Integrativas e Complementares: Reiki.

Lilian de Oliveira Corrêa, Faculdade Estácio do Amazonas

Enfermeira e Bióloga. Doutora em Enfermagem pelo DINTER (Universidade do Estado do Amazonas e Universidade Federal de Santa Catarina-UEA-UFSC)-2018. Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais da Amazônia pela Universidade do Estado do Amazonas (2013). Especialista em Biotecnologia e Especialista em Urgência e Emergência. Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Uberlândia (2002), e Graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Amazonas (2009). Docente do curso de enfermagem da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e da Faculdade Estácio Amazonas. Coordenadora do Programa de Residencia em Enfermagem em Urgência e Emergência da ESA-UEA.

Publicado
2021-05-01
Como Citar
1.
Reis I, Castro NR, Chaves M, de Souza J, Corrêa L. ATUAÇÃO DA ENFERMAGEM FORENSE SOB A ÓPTICA DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM. REAID [Internet]. 1maio2021 [citado 16maio2021];95(34):e-21058. Available from: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/997
Seção
ARTIGO ORIGINAL